Newsletter
Facebook Instagram Linked-in Whatsapp

PIRÓLISE CATALÍTICA DE BIOMASSA PARA OBTENÇÃO DE HIDROCARBONETOS RENOVÁVEIS

PIRÓLISE CATALÍTICA DE BIOMASSA PARA OBTENÇÃO DE HIDROCARBONETOS RENOVÁVEIS

Pensando no cumprimento do Acordo do Clima de Paris, o programa RenovaBio foi lançado pelo governo federal em outubro de 2016 e o processo de consulta pública foi concluída em março deste ano e RenovaBio objetiva assegurar previsibilidade para participação competitiva dos diversos biocombustíveis na matriz energética brasileira, com ênfase na segurança do abastecimento. Além de, garantia da eficiência energética e o controle de emissões na produção, distribuição e uso de biocombustíveis, com avaliação de modelos de mercados já adotados no Brasil e em outros países, incluindo instrumentos de incentivo em função da análise de ciclo de vida [EMBRAPA, 2018]. Existe uma tendência crescente na produção e no consumo de biocombustíveis de origem renováveis, podendo cumprir um papel importante no fortalecimento da base agroindustrial brasileira e no incremento da sustentabilidade da matriz energética nacional com geração de empregos e benefícios ambientais relevantes. Além disso, o Brasil ao ratificar o Acordo do Clima de Paris (2016), assumiu o compromisso na redução das Emissões dos Gases de Efeito Estufa (GEE), buscando desenvolvimento sustentável. A produção de hidrocarbonetos no Brasil contribui com as metas agressivas do setor de aviação, além de gerar de milhares de emprego e atrair investimentos internacionais [MMA, 2018; UBRABIO, 2018]. Para isso é necessário definir uma metodologia específica para os estudos de alternativas de investimentos na introdução de novas tecnologias para a produção e distribuição e logística dos biocombustíveis (FUNKUTA, et al., 2001; STAVINOHA et al., 1999). Neste contexto, o craqueamento térmico e termocatalítico de óleos vegetais são umas das alternativas que devem ser considerada para obtenção de bio-óleo e hidrocarbonetos renováveis. Essa alternativa de rota possibilita a obtenção de hidrocarbonetos renováveis na faixa da gasolina, querosene e óleo diesel, com a vantagem de não modificar o funcionamento do motor (conceito drop in). Combustíveis "drop in", termo utilizado para combustíveis alternativos que podem ser usados na frota existente, sem necessidade de alterações nos motores das aeronaves (BLAKEY, 2011). A técnica de pirólise tem sido empregada desde a antiguidade. Além de, atualmente, tem sido bastante difundida para aplicação em biomassa. O objetivo principal do processo de pirólise é obter produtos que possuam densidade energética superior à biomassa. A partir da pirolise é possível obter o bio-oleo. O bio-óleo é um dos produtos de pirólise mais desejados, visto que apresentam alto valor calorífico, são facilmente transportados e armazenados, possuem baixo conteúdo de nitrogênio e enxofre, além da possibilidade de conversão deste em produtos químicos (BRIDGWATER, 2003). Atualmente, as pesquisas têm se concentrado bastante na pirólise termocatalítica, onde à associação da temperatura a um catalisador têm indicado resultados bastante promissores. A ação desoxigenante dos catalisadores tem mostrado que as frações líquidas obtidas apresentam propriedades semelhantes à gasolina e ao diesel de petróleo. Do ponto de vista da catálise, estudos recentes apontam maior seletividade à fração semelhante ao diesel à medida que há um aumento no diâmetro de poros e, para catalisadores com um menor diâmetro de poros a seletividade é maior para a fração gasolina (ARAÚJO et al., 2017; KUBICKA & KALUZA, 2010). O aproveitamento energético de biomassa para a produção de hidrocarbonetos renováveis também é benéfico para a sociedade, pois gera postos de trabalho, especialmente no setor primário. Demonstrando a importância a produção dos combustíveis renováveis do tipo drop in e seu processo de utilização como substituinte total ou parcial dos combustíveis fóssil. Portanto, este projeto tem como foco o estudo de pirólise termo catalítica a partir de diversas biomassas com intuito da obtenção de hidrocarbonetos renováveis. Neste projeto serão realizadas pesquisas visando obtenção de biocombustíveis por conversão térmica e termo catalítica de biomassa e caracterizar as propriedades físico-químicas. O projeto, além do desenvolvimento tecnológico, contribuirá para consolidação da linha de pesquisa em bicombustíveis na área de meio ambiente da na graduação de química e química do petróleo e pós-graduação em Química e em Ciência e Engenharia do Petróleo. Consequentemente, um aumento da produção cientifica e preparação de profissionais de alto nível que atuem no ensino superior


Coordenador:

Instituto:

Bioquerosene

Bioquerosene é um combustível renovável formado por uma mistura de hidrocarbonetos, tanto lineares quanto cíclicos, com uma composição semelhante à do querosene de origem fóssil.